O ARBITRO

FOTOS BY SANN

ARBITRO O HOMEM DE DUAS MÃES…

Advertisements

LEMBRANÇAS

FOTO BY SANN

“Carrego ainda,
o que restou de nós,
numa caixinha
escondida no tempo…

Por vezes, me pego,
a observar detalhes…
E dá vontade
de me guardar lá dentro….”(Rose Felliciano)

POEIRA LEVE

FOTO BY SANN

Solidão

Solidão, que poeira leve
Solidão, olha a casa é sua

Na vida, quem perde o telhado
Em troca recebe as estrelas
Pra rimar até se afogar
E de soluço em soluço esperar
O sol que sobe na cama
E acende o lençol
Só lhe chamando
Solicitando

Solidão, que poeira leve
Solidão, olha a casa é sua
O telefone chamou
Foi engano

Solidão, que poeira leve
Solidão, olha a casa é sua
E no meu descompasso o riso dela

Se ela nascesse rainha
Se o mundo pudesse aguentar
Os pobres ela pisaria
E os ricos iria humilhar
Milhares de guerras faria
Pra se deleitar
Por isso eu prefiro cantar sozinho

Solidão, que poeira leve
Solidão, olha a casa é sua
O telefone chamou, foi engano
Solidão, que poeira leve
Solidão, olha a casa é sua
E no meu descompasso passo o riso dela
Solidão (solidão)

SEDUÇÃO

FOTO BY SANN

Apodera-me a mente
Com o poder do teu olhar
Faz-me sentir impotente
Põe-me a sonhar

Leva-me contigo
Para qualquer lugar
Dá-me o sinal e eu te sigo
Nem que seja para o fundo do mar

O teu corpo quero sentir
A imergir à luz do luar
Para te poder seduzir
E fazer-te transpirar

Nós no areal rebolados
Loucos inconscientes
No mundo, isolados
Aumentando a tensão das mentes

Até ao raiar do dia
Agarrados ao acordar
Da noite que teve magia
Que me faz divagar…

Pedro Nobre